CQD: Como Queríamos Demonstrar

E uma suposição no mundo cripto a respeito do bitcoin é que ele pode funcionar como reserva de valor, ou seja, como ouro digital, ao qual os investidores recorrem em caso de crise.

No ensino médio, as matérias de exatas eram as que mais me prendiam a atenção e aquelas nas quais mandava melhor nas provas.

Mesmo assim, dentro da matemática tinha um tipo de exercício de que não gostava tanto.

Aquelas raras questões de “demonstre que...” eram um pesadelo para mim e para minha cabeça viciada em achar o X.

Por isso, quando por acaso conseguia me sair bem nesses problemas, não deixava de escrever bem grande ao final da folha a sigla CQD (Como Queríamos Demonstrar).

Já na faculdade, aprendi que ela também poderia significar “Como Queria o Diabo”, o que fez mais sentido para mim, dado que aquele não era o meu tipo de exercício favorito.

Mas o intuito é o mesmo, um bom CQD é usado quando aquilo que supostamente deveria acontecer se materializa e a suposição se torna real.

E uma suposição no mundo cripto a respeito do bitcoin é que ele pode funcionar como reserva de valor, ou seja, como ouro digital, ao qual os investidores recorrem em caso de crise.

Foi exatamente assim que ele funcionou nesse último domingo (4). O mais novo episódio da guerra comercial (trade war) entre Estados Unidos e China causou uma subida repentina no bitcoin em questão de horas.

O Banco da China permitiu que o yuan se desvalorizasse mais 2 por cento, o que fez a moeda chinesa atingir o seu ponto mais baixo desde março de 2008.

A justificativa para esse movimento é ajudar o mercado local a ser competitivo nas exportações, mesmo com tarifas alfandegárias cobradas por outros países, como os Estados Unidos.

Na verdade, o movimento de desvalorização veio logo depois de Trump anunciar uma maior taxação aos produtos chineses a partir de 1º de setembro.

Contra a desvalorização da moeda local ou uma possível crise global gerada por EUA e China, o bitcoin foi a saída mais fácil para preservar o poder de compra de muitos chineses.

Como disse, um autêntico CQD.

Dado esse pano de fundo, tenho duas sugestões para o seu portfólio cripto.

Primeiro: concentre sua carteira em bitcoin, pelo menos 70 por cento.

A guerra cambial tem muito potencial para se intensificar nas próximas semanas.

O secretário do Tesouro americano publicou um documento no qual acusa a China de manipular a sua moeda e pediu ao FMI para eliminar essa desleal vantagem competitiva.

Se essa guerra fosse um jogo de xadrez, agora seria a vez de a China mexer suas peças no tabuleiro.

Por isso, se você tem seu portfólio espalhado em várias altcoins e menos do que 70 por cento de alocação no bitcoin, seria a hora de concentrar no ativo premium do mercado.

Segundo: não procure oportunidades de trade no par bitcoin/altcoin.

Em momentos assim, toda nova notícia da guerra cambial vai comer de colher qualquer análise técnica feita.

O melhor a fazer é sentar em cima de uma gorda posição em bitcoin e esperar os ânimos se acalmarem ou o embate tomar outros rumos.

No segundo caso, de acirramento do jogo, o bitcoin vai ter mais uma oportunidade de nos oferecer um CQD.

Abraços,

André Franco

Inscreva-se em nossa newsletter