Boas ideias para a sua quarentena

“Tento ler um livro, mas não consigo me concentrar... tento assistir a um filme, mas me pego pensando no mercado.” Me identifiquei demais com essa frase dita por um gestor outro dia. Se você é investidor, tenho certeza que também está se sentindo assim na sua quarentena; não consegue relaxar. Fica acompanhando o vaivém da Bolsa, os desdobramentos da pandemia do coronavírus no mundo – e, claro, nos seus rendimentos. 

“Tento ler um livro, mas não consigo me concentrar... tento assistir a um filme, mas me pego pensando no mercado.” Me identifiquei demais com essa frase dita por um gestor outro dia. Se você é investidor, tenho certeza que também está se sentindo assim na sua quarentena; não consegue relaxar. Fica acompanhando o vaivém da Bolsa, os desdobramentos da pandemia do coronavírus no mundo – e, claro, nos seus rendimentos. 

Mercado ruim e ansiedade é uma combinação sofrida, indigesta, mas faz parte da travessia. Assim como as boas oportunidades pontuais que têm insistido em aparecer. Alguns gestores de ações, por exemplo, estão pescando num aquário cheio de peixes graúdos. 

Seguindo os princípios do Value Investing, eles têm aprimorado aos poucos seus portfólios comprando ações de empresas de qualidade negociadas a preços bem descontados, depois da queda forte dos papéis no último mês.

Mas, é claro, essa filosofia só faz sentido para quem mira o longo prazo. Se é o seu caso, a boa notícia da quarentena é que há uma série de ótimos fundos de ações reabrindo para captação. Enquanto uns se apavoram, outros incrementam seus portfólios.

A onda começou com os estrelados Dynamo Cougar e Atmos, que tiveram aberturas-relâmpago neste mês. Os contemplados no fim das contas foram os clientes institucionais e alguns investidores qualificados (aqueles com mais de R$ 1 milhão em ativos financeiros) que estavam há anos na fila de espera.

Nesta semana, foi a vez do fundo da Brasil Capital reabrir – este sim, acessível ao varejo. Recentemente, falamos da Equitas. Teve também Bogari. E a tendência é de que mais nomes renomados se somem a essa lista. Nós estamos de olho nessas oportunidades que têm aparecido e te contaremos prontamente aqui.

“Ah, mas se abriu espaço é porque muita gente saiu”, você pode estar pensando. Não é o que têm dito os gestores e nem o que mostram os números oficiais. Segundo a Anbima, no mês de março, os fundos de ações tiveram captação líquida de R$ 5,8 bilhões (até o último dia 20). 

A carência mais longa dos fundos, de D30 ou D60, influencia nesse resultado. Além de dar ao gestor mais tempo para se desfazerem dos ativos no caso de pedidos de resgate, esse prazo ajuda o investidor a manter a disciplina e reduzir o ímpeto de correr para sacar o dinheiro investido. 

Até nas plataformas os pedidos de resgate têm sido baixos, para a frustração de quem achava que o varejo não estava preparado para investir em fundos de ações. De qualquer forma, ainda é cedo para concluir se isso representa um amadurecimento do investidor brasileiro. Um teste, por exemplo, será se o período de crise se estender por muito tempo. É algo a se acompanhar.

Antes de me despedir, como hoje é sexta-feira (e eu sei que no fim de semana você não vai sair de casa mesmo), quero falar sobre outra oportunidade imperdível que está acontecendo enquanto você está de quarentena. 

A Empiricus liberou acesso totalmente gratuito a quatro cursos completos para quem quer dar os primeiros passos ou quem já está mais avançado na jornada de investidor. Mais uma oportunidade imperdível que está rolando nesta quarentena.

Um abraço,

Ana Luísa Westphalen

Inscreva-se em nossa newsletter