Comprar? Vender? O que você vai fazer hoje?

Segunda a sexta, todo dia é dia de mercado.  Preços sobem, preços caem.

Segunda a sexta, todo dia é dia de mercado. 

Preços sobem, preços caem.

Mas isso não significa que tenhamos que fazer algo diferente a cada pregão.

Essa é uma maldição que se aplica somente aos traders.

Ao restante de nós, cabe constatar que a inação pode gerar resultados vitais em períodos de incerteza.

Como bem escreveu o Felipe no Day One de segunda, "o investidor deve reconhecer que há momentos em que não existem grandes teses".

Enquanto o ataque é conjuntural e se manifesta de várias formas, a defesa geralmente é única e estrutural.

Há muitas ações exponenciais, mas só existe um dólar, cada vez mais perto dos R$ 6.

Há muitos fóruns de investimento, mas só existe um Warren Buffett.

Buffett que, aliás, não tem feito nada desta vez porque já vinha fazendo, está sentado em uma montanha de caixa.

Idem para nós.

A inação, tão criticada pelo mercado, denota paciência e sabedoria.

Já o excesso de movimento frequentemente se manifesta em operações precipitadas, custosas e até mesmo fraudulentas (Madoff chegou a girar 10% do volume da NYSE).

Algumas experiências de vida me ensinaram a duvidar de pessoas que todo dia surgem com ideias novas, incapazes de executá-las.

Também cansei de ser acompanhado por passageiros que não conseguem fazer uma viagem de carro de 3 horas sem passar cinco minutos em silêncio.

Se você não está em paz consigo mesmo, não é a Bolsa de Valores que vai lhe trazer essa paz.

Se está com crise de ansiedade, fique longe de dinheiro, longe do cartão de crédito, perto de um chá de camomila ou de um saco de pancada.

Calma lá.

Vai chegar a hora em que faremos coisas inovadoras, emocionantes, espero que lucrativas.

Por ora, o importante é ter carteiras diversificadas e alinhadas com nossas recomendações de proteção e fuga para qualidade.

Você pode e deve estar comprado em Bolsa, do jeito certo, na medida certa. 

Comprar Bolsa e estar comprado em Bolsa são coisas bem diferentes. 

E se venceu sua debênture, CDB, LCI, LCA bem no dia de hoje, coloque essa grana em ouro, dólar (caso esteja subalocado) ou em um fundo DI puro-sangue, sem dívida privada.

Este é um momento especialmente relevante para cortar o ciclo vicioso de comprar um novo CDB high yield assim que o velho venceu.

É hora de valorizar a bola de segurança.

Inscreva-se em nossa newsletter