Água no chope

Dia difícil pela frente. Além dos renovados temores de uma desaceleração pior do que a esperada da economia americana, por aqui, o noticiário envolvendo a reforma da Previdência inibe o apetite dos investidores. Ontem, após a aprovação em primeiro turno do texto-base da reforma no plenário do Senado, foram derrubadas mudanças que seriam feitas nas regras do abono salarial. O veto pelos senadores reduz em R$ 76,4 bilhões a economia esperada com a reforma no prazo de dez anos e expõe dificuldades na articulação política nesta reta final.