Céu de brigadeiro

Um certo avanço no diálogo entre EUA e China estimula o apetite dos investidores por ativos de risco nesta manhã, o que se reflete na alta das principais bolsas globais. A novidade é que Pequim vai propor elevar a compra anual de soja dos EUA. Por aqui, o acordo para a partilha do pré-sal, firmado ontem com governadores, traz percepção favorável para a votação em segundo turno da Reforma da Previdência no plenário do Senado, na semana que vem. Ao mesmo tempo, a deflação de 0,04% mostrada pelo IPCA de setembro mais cedo reforça a percepção de Selic abaixo de 5% no fim do ano.