China e (novamente) juros

Descrição: Por aqui, os juros nas mínimas voltam a virar notícia, enquanto a temporada de balanços corporativos do terceiro trimestre deve aquecer a agenda do mercado na semana que vem, com dados de peso de empresas como Petrobras, Vale, Ambev e do setor de varejo. No lado externo, investidor digeri PIB pior que o esperado na China do terceiro trimestre, enquanto dados fracos na economia dos EUA puxam expectativas por novo corte de juro. Fica a atenção hoje ainda para o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que participa de coletiva das reuniões anuais do FMI, às 10h45, com suas falas podendo dar pistas dos novos passos para a Selic.